Skip to main content

Interaction designer, calligrapher and visual artist. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

www.flickr.com/ivanjeronimo

instagram.com/ivanjeronimo/

contato@ivanjeronimo.com.br

www.facebook.com/oivanjeronimo

ivanjeronimo.iluria.com

Ivan Jerônimo

Chá tem vários – difícil é escolher

1 min read

Uma das coisas que aprendi é que só as bebidas preparadas com a planta Camellia Sinensis podem ser chamadas de chá. Hortelã, mate e camomila, por exemplo, são infusões.

Mesmo assim, a variedade é grande. Fiz esse trabalho em lettering estilo quadro-negro listando as mais conhecidas, incluindo uma das minhas preferidas, Lapsang Souchong. Estão aí dois tipos que ainda não experimentei: Pu-erh e do Ceilão.

Estou chamando esta série de Substâncias Legais. Os dois trabalhos anteriores foram sobre café: no primeiro, escrevi as formas de preparo. Noutro, os tipos de grão.

Para o vídeo, foi só animar uma sequência de fotos que bati durante a arte-final. Vendo assim até parece que foi rápido. 

Ivan Jerônimo

Vai ter oficina: Caligrafia Expressiva

1 min read

Programação da Sacada - Semana Acadêmica de Artes Gráficas & Design

Vou dar uma oficina de caligrafia na Faculdade Energia – Fean, na próxima quarta-feira à noite. Serão duas horas de experimentação para conhecer vários materiais e suas possibilidades. Vamos começar com uma demonstração dos estilos e conhecer algumas ferramentas, tintas e suportes, incluindo materiais alternativos. Depois vamos à parte prática, em que o participante desenvolve uma obra no estilo que preferir.

Informações:

  • 27 de abril, quarta-feira
  • Das 20 às 22h
  • Valor: R$ 40
  • 10 vagas

Inscrições diretamente na secretaria da Faculdade Energia: Rua Santos Dumont, 36, Centro - Florianópolis, SC. Fone: (48) 2107 5899.

A oficina faz parte da Sacada – Semana Acadêmica de Artes Gráficas & Design. Vale a pena dar uma olhada em toda a programação. Meu camarada Giuliano Bedenet, por exemplo, vai ensinar técnicas de animação tradicional. E antes da minha oficina, há uma palestra chamada Caligrafia: da escrita clássica à experimentação, dada por Genilda Araújo.

Ivan Jerônimo

Meu projeto fotográfico de sete dias

2 min read

Ontem assumi a conta 7por7 no Instagram e fico até a próxima segunda-feira. Trata-se de um projeto criado por um grupo de amigos e gerenciado pela designer Juliana Shiraiwa. A cada semana, um convidado ganha acesso à conta para postar quantas fotos quiser, com a condição de que tenham sido tiradas em Florianópolis (SC). 

Vou me concentrar nos meus achados tipográficos pela cidade: letreiros, placas, sinalizações e todas aquelas letras que fazem parte da paisagem urbana, mas que geralmente passam debaixo do radar da maioria de nós. Provavelmente, vai haver uma boa proporção de imagens do bairro onde vivo, Córrego Grande. 

"A ideia é mostrar a cidade por quem mora aqui e tem seus lugares preferidos, que não são os lugares dos turistas. A cidade que é bonita por ser cidade, que tem vida, que tem história e que cada pessoa que mora aqui tem um canto", explica Shiraiwa. 

Antes de mim, vinte pessoas já participaram do esquema. "Convidamos pessoas que gostem de fotografar, sejam fotógrafos, artistas, designers, arquitetos, artesãos, advogados, engenheiros, é qualquer profissão, mas tem que gostar de fotografar, ter um certo senso estético, e gostar de mostrar o que acha interessante" finaliza. 

Ivan Jerônimo

Lettering feito na hora, igual café

2 min read

Trabalho final de lettering com nomes de cafés

O trabalho de lettering terminado: dez variações de preparo de café

 

Uma vez que você aprende a diferenciar um café do outro, descobre o mundo que existe por trás de uma xícara. Comigo, começou quando comprei cafés melhores e ganhei um moedor de presente. 

Ano passado, fiz um painel para para uma confeitaria onde, entre outras coisas, listava vários tipos de preparo de café. Pensei que seria legal fazer um trabalho de lettering com a lista completa (ou tão completa quanto possível). 

Por enquanto, foram as receitas oficiais. Uma hora vou fazer outra versão que tenha o passado, a média, o pingado, o turco e o florianopolitano "cabeludo" (água misturada no pó, sem coar).

Abaixo, um pouco das etapas. 

Início do lettering: passando a caneta branca por cima do esboço a lápis

Desenho com tinta branca em cima do lápis

 

Preenchendo o espaço dentro da palavra

Misturando os estilos

 

Escrevendo o tipo

Quase no fim com "au lait". Em alguns nomes, tive de passar uma segunda demão

 

Lettering com tema de café - adicionando a cor marrom dentro da xícara

Por fim, um toque de marrom dentro da xícara. Agora, se me dá licença, vou moer um punhado de café

 

 

Ivan Jerônimo

The Call of Cthulhu

1 min read

Linhas iniciais do conto mais famoso de H. P. Lovecraft em caligrafia, estilo gótica rotunda. É o quarto trabalho de uma série de clássicos da literatura de terror que comecei com Drácula, segui com Frankenstein e, depois, A Queda da Casa de Usher.

Agora é hora de partir para outros projetos e deixar este de lado por um tempo. Até porque não restam muitos textos famosos em domínio público (mas aceito sugestões). 

Ivan Jerônimo

Terror clássico em caligrafia

"You will rejoice to hear that no disaster has accompanied the commencement of an enterprise which…"

Comecei há alguns dias uma série nova de caligrafia. Pego as primeiras linhas de romances e contos famosos de terror ou do gênero fantástico, na língua original, e faço uma composição. Comecei com Drácula, de Bram Stoker, e esta do Frankenstein, de Mary Shelley, foi a segunda. 

Caligrafia é realmente uma arte que depende do estado de espírito. Na do Drácula, precisei de quatro tentativas até acertar tudo. Não sei quais erros são piores: os do início, em que você se culpa por ter gasto uma folha de papel à toa, ou no final, quando o desperdício é de tempo. Já esta do Frankenstein saiu de primeira. 

Ivan Jerônimo

Drink & Draw no Jornal do Almoço

Trechos do vídeo em que eu caligrafei uma parede durante a primeira edição do Drink & Draw foram parar na agenda de fim de semana do telejornal local aqui em Florianópolis (SC). Começa nos 15 s.

Ivan Jerônimo

Doze anos no mesmo domínio

2 min read

Em 2004 botei a primeira versão do meu site no ar. Como na época existiam poucos sistemas prontos, chamei um primo programador para criar um publicador de galerias e matérias. Fiz o design, ele implementou, registramos o domínio ivanjeronimo.com.br na Unetvale e finalmente o troço saiu. Lembro que investi um bom tempo separando os trabalhos em galerias de ilustração, pintura e fotografia.

Nesses doze anos, nunca consegui transformar minhas esparsas saídas fotográficas num hobby com fim em si mesmo e deixei as ideias para pinturas e ilustrações fermentarem um pouco por enquanto. Em compensação, comecei a praticar caligrafia regularmente e com um progresso que eu mesmo não achava que seria tão rápido.

Sabendo desse estado meio fluido das coisas, desisti de catalogar minha produção. Há um ano adotei este sistema que permite publicar tanto imagens isoladas como posts longos e hoje meu site virou um fluxo contínuo de experiências de caligrafia organizado só por tags. E se meus interesses artísticos tomarem outro rumo, que os posts antigos fiquem no histórico.

Ivan Jerônimo

Em estilo livre

"Procura-me dentro… Aí é que estou, batendo em ti".

Encomenda que saiu há uns dias. São as últimas linhas de um texto atribuído a Spinoza. Usei tira-linhas e tinta nanquim em papel A3. 

Ivan Jerônimo

Crowdfunding caligráfico

2 min read

Conjunto de seis tira-linhas do projeto Dreaming Dogs

Saiu um projeto novo no Catarse para produzir tira-linhas específicos de caligrafia. Iniciativa de um casal do Rio Grande do Sul, chama-se Dreaming Dogs e é promissor.

Tira-linhas (ruling pen em inglês) hoje são artigos raros (lembra daquela parte do compasso parecida com uma pinça, com um parafuso no meio?) Eram usados por desenhistas técnicos para traçar linhas (daí o nome) e caíram em desuso já com as canetas tipo Rapidograph na década de 70. Foram resgatados por letristas e calígrafos, que descobriram que mudando a posição do instrumento dava para conseguir efeitos interessantes.

Até agora, o calígrafo que mora no Brasil tinha três opções: tentar arranjar um usado de um arquiteto ou engenheiro aposentado, fazer um com lata de alumínio (chamado de cola-pen) ou comprar um tira-linhas artesanal dos EUA ou Argentina e sofrer com nosso câmbio e frete.

No Catarse do projeto Dreaming Dogs, o apoio mais em conta para uma única caneta custa R$ 85. Para os seis modelos, sai R$ 307 incluindo uma capa, mas há várias outras opções.

Ivan Jerônimo

Em qual você se encaixa?

"Dizem que há três tipos de artista: o perverso, o neurótico e o psicótico".

Citação da artista performática Andrea Fraser que peguei do livro O que é  um artista?, de Sarah Thornton. 

A caligrafia fiz com nanquim e pincel japoneses. 

Ivan Jerônimo

Informações sobre cursos e afins

1 min read

Se você se interessa por caligrafia e quer receber emails sobre cursos, feiras e outros eventos que eu organizo ou participo, é só se cadastrar em tinyletter.com/ivanjeronimo. Já já vou ter novidades.

Ivan Jerônimo

Crânio

1 min read

Pintura digital rápida, sem esboço, que saiu anteontem do forno (ou melhor, do tablet). 

Além de ser muito bom, o aplicativo que uso, Procreate, já vem configurado para gravar o vídeo.

Ivan Jerônimo

Pincel novo

Testando o que dá de fazer com um pincel japonês tamanho grande que encontrei na Liberdade, em São Paulo. A tinta ainda não estava seca.

Ivan Jerônimo

Where thou art, that is home

Caligrafia feita por encomenda para o designer de interiores Sandro Clemes. A obra ficou exposta em seu ambiente Escritório 31 na mostra Casa & Cia. SC 2014.

A frase, em inglês antigo, é uma citação de um poema de Emily Dickinson e pode ser traduzida como "Lar é onde você está". 

Agosto de 2014, nanquim sobre papel, 48 x 66 cm. Até então, a maior obra que eu já havia feito em papel. 

Ivan Jerônimo

Ao redor do "a"

1 min read

Composição abstrata em estilo caligráfico que os organizadores do Drink & Draw Floripa me convidaram a fazer em uma das paredes do Sítio

No vídeo dá pra sentir um pouco do clima do evento e do lugar.

A segunda edição vai ser nesta sexta-feira, dia 11/12/2015. 

Ivan Jerônimo

A a Z (2)

Guache e nanquim sobre papel Canson. Setembro de 2015.

 

Ivan Jerônimo

Waiting for the night

Primeira frase de música do Depeche Mode em caligrafia bâtarde. Guache sobre papel A3. Novembro de 2014.

Ivan Jerônimo

Composição caligráfica

Trabalho que fiz no Drink & Draw no espaço O Sítio nesta sexta (23/10) aqui em Florianópolis.

Essa aí foi "alla prima": sem lápis por baixo nem esboço detalhado. Só fui lá no dia anterior pintar umas experiências diretamente na parede e depois fiz uns estudos em casa para avaliar a composição. 

Aproximadamente 1,5 m de largura. 

 

Ivan Jerônimo

A a Z

Composição caligráfica com a gótica Fraktur. Guache e nanquim sobre papel, setembro de 2015.

Ivan Jerônimo

Strength to endure

Música do álbum Mondo Bizarro em gótica Fraktur. Se você não sabe qual a banda, esquece.

Extrato de nogueira sobre papel, setembro de 2015.

Ivan Jerônimo

Performance de caligrafia: mais uma invenção japonesa

1 min read

Cartaz do filme As Garotas do Shodô

Depois de assistir ao filme As Garotas do Shodō, descobri que a "performance de caligrafia" não é uma invenção do roteirista. Trata-se de uma criação em grupo usando folhas com mais de 2 metros de comprimento acompanhada de música e coreografia (geralmente J-pop). Teve início na década de 90 e pelo jeito gerou interesse suficiente para fazerem um filme (uma comédia com doses de melodrama).

As Garotas do Shodō (書道ガールズ no original) passou aqui em Florianópolis no primeiro dia da Semana Cultural Japonesa 2015. A história é sobre um grupo de caligrafia de um colégio que cria um campeonato chamado shodō performance kōshien para tentar tirar a cidade do buraco. O campeonato é real e deve estar na nona edição. Eles têm até um canal oficial no YouTube.

Ivan Jerônimo

Criatividade precisa de…

"La creativité demande du courage", frase de Henri Matisse. Nanquim e guache sobre papel, julho de 2014. 

Ivan Jerônimo

Para receber novidades por email sobre cursos, exposições e outras coisas relacionadas com meus projetos de caligrafia, inscreva-se aqui: https://tinyletter.com/ivanjeronimo

Ivan Jerônimo

Che Guevara e café

Citação atribuída a Che Guevara: "Si no hay café para todos, no habrá para nadie" (Se não há café para todos, não haverá para ninguém). 

Caligrafia em estilo livre. Guache sobre papel. Setembro de 2015.

Ivan Jerônimo

Coisas que se aprende em uma feira de artes

2 min read

Ivan Jerônimo entre os trabalhos de caligrafia na Feira de Artes de Florianópolis

Mostrar trabalhos artísticos em um evento é um bom aprendizado. Primeiramente, tem a reação das pessoas — elas param para olhar? Que tipo de obra chama mais a atenção? 

Foi nesse espírito que aceitei o convite para expor meus trabalhos de caligrafia na Feira de Artes de Florianópolis, que eu já frequentava para ver a produção dos artistas da cidade. Ela acontece todos os sábados na Casa do Teatro do Grupo Armação, no Centro de Florianópolis. As edições têm sido temáticas. A do dia 19, da qual participei, foi a décima e era dedicada às artes gráficas, tais como impressos, tipografia e gravura.

Além de ser um bom termômetro pra minha produção, fiz contato com os outros artistas que estavam expondo, vários deles que eu não teria achado nas rede sociais, tão cheias de distrações. Encontrar pessoas conhecidas, mas que não sabiam que eu estava metido com caligrafia, também rendeu assunto. 

Interessante foi ter conversado com ao menos três visitantes que contaram sobre um pai, avô ou tio alemão (ou descendente) que dominava a caligrafia no estilo gótico ou cursivo. Um deles me falou que o avô era quem sempre fazia os convites de casamento e outras cerimônias da família no Brasil.

Sabendo que a caligrafia ultimamente tem tido um certo componente performático, me ocorreu de levar alguns vídeos mostrando como fiz algumas obras. Deu certo: chamaram a atenção e foram um bom motivo para puxar conversa. Quem sabe da próxima vez não faço um trabalho na hora?

Ivan Jerônimo

Quem desconfia fica sábio

Frase de Guimarães Rosa. Guache sobre papel. Junho de 2015

Ivan Jerônimo

Feira de Artes de Florianópolis chega à décima edição – comigo dentro!

2 min read

Fachada da Casa do Teatro do Grupo Armação onde acontece a Feira de Artes

Fachada da Casa do Teatro do Grupo Armação, onde acontece a Feira. Sobrado é da metade do século 19 e provavelmente é um dos imóveis mais estreitos do centro, com apenas 2,7 m de largura

Feira de Artes de Florianópolis – FAF deste próximo sábado (19 de setembro) é dedicada ao tema artes gráficas e meus trabalhos de caligrafia vão estar lá. 

A FAF é uma das iniciativas culturais mais legais da cidade. Acontece todo sábado nos dois andares da Casa do Teatro, do Grupo Armação, no Centro, das 10h às 16h. Iniciativa do jornalista Fifo Lima, cada edição tem um conjunto diferente de artistas que vendem o melhor da sua produção.

Então, que tal emendar um passeio pelo centro de Florianópolis, conhecer o trabalho de vários artistas contemporâneos e terminar com um almoço diferente nas várias opções que apareceram, como o Mercado Público reformado e o projeto Viva a Cidade?

Ivan Jerônimo

Ivan Jerônimo

Estilo livre

Faz o que tu queres / Há de ser tudo da lei.

Caligrafia em guache sobre papel para uma frase da letra de Sociedade Alternativa, do Raul Seixas, música que traduzia alguns dos pensamentos de Aleister Crowley. O que em 1974 era tido como um protesto contra a ditadura, hoje dá de ser lido como um antídoto contra os caga-regras de Facebook.