Skip to main content

Interaction designer, calligrapher and visual artist. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

www.flickr.com/ivanjeronimo

instagram.com/ivanjeronimo/

contato@ivanjeronimo.com.br

www.facebook.com/oivanjeronimo

ivanjeronimo.iluria.com

Ivan Jerônimo

Em qual você se encaixa?

"Dizem que há três tipos de artista: o perverso, o neurótico e o psicótico".

Citação da artista performática Andrea Fraser que peguei do livro O que é  um artista?, de Sarah Thornton. 

A caligrafia fiz com nanquim e pincel japoneses. 

Ivan Jerônimo

Informações sobre cursos e afins

1 min read

Se você se interessa por caligrafia e quer receber emails sobre cursos, feiras e outros eventos dos quais participo, é só se cadastrar em tinyletter.com/ivanjeronimo. Já já vou ter novidades.

Ivan Jerônimo

Crânio

1 min read

Pintura digital rápida, sem esboço, que saiu anteontem do forno (ou melhor, do tablet). 

Além de ser muito bom, o aplicativo que uso, Procreate, já vem configurado para gravar o vídeo.

Ivan Jerônimo

Pincel novo

Testando o que dá de fazer com um pincel japonês tamanho grande que encontrei na Liberdade, em São Paulo. A tinta ainda não estava seca.

Ivan Jerônimo

Where thou art, that is home

Caligrafia feita por encomenda para o designer de interiores Sandro Clemes. A obra ficou exposta em seu ambiente Escritório 31 na mostra Casa & Cia. SC 2014.

A frase, em inglês antigo, é uma citação de um poema de Emily Dickinson e pode ser traduzida como "Lar é onde você está". 

Agosto de 2014, nanquim sobre papel, 48 x 66 cm. Até então, a maior obra que eu já havia feito em papel. 

Ivan Jerônimo

Ao redor do "a"

1 min read

Composição abstrata em estilo caligráfico que os organizadores do Drink & Draw Floripa me convidaram a fazer em uma das paredes do Sítio

No vídeo dá pra sentir um pouco do clima do evento e do lugar.

A segunda edição vai ser nesta sexta-feira, dia 11/12/2015. 

Ivan Jerônimo

A a Z (2)

Guache e nanquim sobre papel Canson. Setembro de 2015.

 

Ivan Jerônimo

Waiting for the night

Primeira frase de música do Depeche Mode em caligrafia bâtarde. Guache sobre papel A3. Novembro de 2014.

Ivan Jerônimo

Composição caligráfica

Trabalho que fiz no Drink & Draw no espaço O Sítio nesta sexta (23/10) aqui em Florianópolis.

Essa aí foi "alla prima": sem lápis por baixo nem esboço detalhado. Só fui lá no dia anterior pintar umas experiências diretamente na parede e depois fiz uns estudos em casa para avaliar a composição. 

Aproximadamente 1,5 m de largura. 

 

Ivan Jerônimo

A a Z

Composição caligráfica com a gótica Fraktur. Guache e nanquim sobre papel, setembro de 2015.

Ivan Jerônimo

Strength to endure

Música do álbum Mondo Bizarro em gótica Fraktur. Se você não sabe qual a banda, esquece.

Extrato de nogueira sobre papel, setembro de 2015.

Ivan Jerônimo

Performance de caligrafia: mais uma invenção japonesa

1 min read

Cartaz do filme As Garotas do Shodô

Depois de assistir ao filme As Garotas do Shodō, descobri que a "performance de caligrafia" não é uma invenção do roteirista. Trata-se de uma criação em grupo usando folhas com mais de 2 metros de comprimento acompanhada de música e coreografia (geralmente J-pop). Teve início na década de 90 e pelo jeito gerou interesse suficiente para fazerem um filme (uma comédia com doses de melodrama).

As Garotas do Shodō (書道ガールズ no original) passou aqui em Florianópolis no primeiro dia da Semana Cultural Japonesa 2015. A história é sobre um grupo de caligrafia de um colégio que cria um campeonato chamado shodō performance kōshien para tentar tirar a cidade do buraco. O campeonato é real e deve estar na nona edição. Eles têm até um canal oficial no YouTube.

Ivan Jerônimo

Criatividade precisa de…

"La creativité demande du courage", frase de Henri Matisse. Nanquim e guache sobre papel, julho de 2014. 

Ivan Jerônimo

Para receber novidades por email sobre cursos, exposições e outras coisas relacionadas com meus projetos de caligrafia, inscreva-se aqui: https://tinyletter.com/ivanjeronimo

Ivan Jerônimo

Che Guevara e café

Citação atribuída a Che Guevara: "Si no hay café para todos, no habrá para nadie" (Se não há café para todos, não haverá para ninguém). 

Caligrafia em estilo livre. Guache sobre papel. Setembro de 2015.

Ivan Jerônimo

Coisas que se aprende em uma feira de artes

2 min read

Ivan Jerônimo entre os trabalhos de caligrafia na Feira de Artes de Florianópolis

Mostrar trabalhos artísticos em um evento é um bom aprendizado. Primeiramente, tem a reação das pessoas — elas param para olhar? Que tipo de obra chama mais a atenção? 

Foi nesse espírito que aceitei o convite para expor meus trabalhos de caligrafia na Feira de Artes de Florianópolis, que eu já frequentava para ver a produção dos artistas da cidade. Ela acontece todos os sábados na Casa do Teatro do Grupo Armação, no Centro de Florianópolis. As edições têm sido temáticas. A do dia 19, da qual participei, foi a décima e era dedicada às artes gráficas, tais como impressos, tipografia e gravura.

Além de ser um bom termômetro pra minha produção, fiz contato com os outros artistas que estavam expondo, vários deles que eu não teria achado nas rede sociais, tão cheias de distrações. Encontrar pessoas conhecidas, mas que não sabiam que eu estava metido com caligrafia, também rendeu assunto. 

Interessante foi ter conversado com ao menos três visitantes que contaram sobre um pai, avô ou tio alemão (ou descendente) que dominava a caligrafia no estilo gótico ou cursivo. Um deles me falou que o avô era quem sempre fazia os convites de casamento e outras cerimônias da família no Brasil.

Sabendo que a caligrafia ultimamente tem tido um certo componente performático, me ocorreu de levar alguns vídeos mostrando como fiz algumas obras. Deu certo: chamaram a atenção e foram um bom motivo para puxar conversa. Quem sabe da próxima vez não faço um trabalho na hora?

Ivan Jerônimo

Quem desconfia fica sábio

Frase de Guimarães Rosa. Guache sobre papel. Junho de 2015

Ivan Jerônimo

Feira de Artes de Florianópolis chega à décima edição – comigo dentro!

2 min read

Fachada da Casa do Teatro do Grupo Armação onde acontece a Feira de Artes

Fachada da Casa do Teatro do Grupo Armação, onde acontece a Feira. Sobrado é da metade do século 19 e provavelmente é um dos imóveis mais estreitos do centro, com apenas 2,7 m de largura

Feira de Artes de Florianópolis – FAF deste próximo sábado (19 de setembro) é dedicada ao tema artes gráficas e meus trabalhos de caligrafia vão estar lá. 

A FAF é uma das iniciativas culturais mais legais da cidade. Acontece todo sábado nos dois andares da Casa do Teatro, do Grupo Armação, no Centro, das 10h às 16h. Iniciativa do jornalista Fifo Lima, cada edição tem um conjunto diferente de artistas que vendem o melhor da sua produção.

Então, que tal emendar um passeio pelo centro de Florianópolis, conhecer o trabalho de vários artistas contemporâneos e terminar com um almoço diferente nas várias opções que apareceram, como o Mercado Público reformado e o projeto Viva a Cidade?

Ivan Jerônimo

Ivan Jerônimo

Estilo livre

Faz o que tu queres / Há de ser tudo da lei.

Caligrafia em guache sobre papel para uma frase da letra de Sociedade Alternativa, do Raul Seixas, música que traduzia alguns dos pensamentos de Aleister Crowley. O que em 1974 era tido como um protesto contra a ditadura, hoje dá de ser lido como um antídoto contra os caga-regras de Facebook.